top of page
Buscar
  • Foto do escritorAmanda Costa

Necessidade de políticas públicas na educação infantil

Coordenadora geral da Educação Infantil do Ministério da Educação fala sobre a necessidade de investimentos para melhoria do ensino.



Desafios e perspectivas das políticas públicas para a educação infantil também foi pauta do seminário promovido pela Undime/RN, que recebeu a coordenadora geral da Educação Infantil do Ministério da Educação, Rita Coelho, para trazer esclarecimentos sobre o tema.


O planejamento e execução de políticas públicas na educação infantil é fundamental para garantir acesso equitativo e padrões adequados para crianças. Isso envolve questões estruturais, programas educacionais e profissionais qualificados.


“Educação infantil é uma necessidade social”, explanou Rita no início de sua palestra e explicou que, apesar dos avanços na expansão da rede, com a ampliação do número de vagas em creches e pré-escolas, a educação infantil brasileira ainda enfrenta inúmeros desafios como a falta de um padrão de qualidade e recursos para um atendimento educacional especializado.


Dentre as tantas deficiências, a coordenadora geral da Educação Infantil destacou que, para uma melhoria na educação, é preciso rever os parâmetros nacionais de qualidade, melhorar a alimentação escolar, rever orientações para oferta de educação infantil por meio de convênios e parcerias com entidades privadas sem fins lucrativos, implementar ações de formação continuada, enfrentar as desigualdades etno-raciais, dentre outros.



Ao citar a necessidade de investimento em material pedagógico e materiais nas áreas externas das instituições, Rita esclarece que a atual geração merece um olhar diferenciado dos educadores: “Estamos educando uma geração que está vivendo em um mundo de guerra. Uma geração que viverá em um mundo desconhecido, em transformação, e temos que focar na relação dessas crianças com a natureza, com a brincadeira e com o afeto”, disse. E destacou a importância da conexão entre as crianças e na construção do afeto.


Rita também ressaltou que precisamos de um compromisso nacional pelo fortalecimento da educação infantil que ofereça recursos e condições adequadas, além de uma perspectiva integral que reconheça as múltiplas infâncias, que promova o desenvolvimento das crianças e o reconhecimento e importância dos profissionais da educação infantil.


Políticas públicas eficazes podem contribuir para a inclusão social e a promoção do desenvolvimento das crianças desde os primeiros anos de vida.


Comments


bottom of page